Quanto cobrar pelo meu cartão de visita?

Quanto cobrar pelo meu cartão de visita?

Como definir o preço de seu trabalho? Esta é uma tarefa que, ao contrário dos critérios utilizados por muita gente no momento de formá-lo, requer levar em consideração alguns aspectos importantes de tudo que está envolvido em todo o processo, desde o aluguel de seu escritório até o alimento que você come durante o processo todo.

O preço final cobrado por muitos profissionais muitas vezes é baseado apenas no trabalho necessário que foi utilizado para fazer a arte, embora seja necessário pensar de forma mais abrangente para elaboração de valores e preços.

Em um escritório TODOS os gastos desde a conta de luz, o aluguel da propriedade, o contador contratado, os gastos com comida e funcionários e gastos com equipamento devem ser levados em consideração para a formulação adequada de preço.

Analise por exemplo a situação de um freelancer que trabalha em seu escritório com empresa constituída, mas trabalha sozinho.

Analise os custos fixos mensais baseados em dados hipotéticos, altere de acordo com sua realidade, vale lembrar que este não é um modelo perfeito, apenas uma simulação simplificada para se ter uma base.

Custos fixos com estrutura
Aluguel R$ 300,00
Contador R$ 100,00
Água e Luz R$ 80,00
Internet e Telefone R$ 160,00
Custos fixos com funcionários
Salário (sim seu salário) R$ 750,00
Transporte R$ 91,20
Alimentação R$ 144,00
Custos variáveis com estrutura
Manutenção e Upgrade de computador R$ 20,00
Suprimentos do Escritório (tintas para impressora, papéis, envelopes, clipes, grampos, canetas) R$ 15,00
Material de Limpeza R$ 3,00
Investimento em estrutura R$35,00
b>Publicidade(sim você também precisa de publicidade)
Publicidade impressa (cartões, pastas, papel-carta, flyers, banners, etc.) R$ 35,00
Hospedagem do site R$ 10,00
Veiculação em mídia impressa local (bairro) R$ 50,00

Custos mensais Totais ——> R$ 1.793,20

Agora se tem uma estimativa de gastos mensais, é possível começar a formação de preços do produto.

Suponha que sua carga horária é de 8 horas de trabalho de segunda a sexta e 4 horas de trabalho no sábado, tem-se um total de (8×20) + (4×4) = 176 horas.

Dividindo os custos mensais pelo número de horas de trabalho no mês obtemos o valor base da hora de trabalho:

R$ 1.793,20 / 176 horas = R$ 10,19 por hora

Suponha que um milheiro de cartões supremo brilho 4×0 com 1000 unidades tem o valor de R$ 23,50* (valor sujeito a alteração usado apenas para fins educativos) e você demora um tempo médio de 2 horas para montar um cartão corretamente, mais uma hora entre fechamento do negócio e captação das informações que serão inseridas no cartão, tem-se então 3 horas de trabalho dedicadas a este serviço.

3 horas x R$ 10,19 (custo por hora) = R$ 30,57 este será o custo do layout.

Agora é necessário definir outros valores, por exemplo, o custo do frete, se você tem boa saída pode reaproveitar o frete e diminuir o valor do cartão, se você tem poucos pedidos, você deve inserir o valor do frete nos custos acima citados.

Frete = R$ 6,00 estimamos um valor de frete diluído em 2 ou 3 produtos (depende muito da região e do tipo de frete que utiliza)
Restam ainda mais duas informações, seu lucro e os encargos (impostos).

Suponha que sua empresa é optante do simples e como prestadora de serviço recolhe 9,7% de um total de impostos, é necessário incluir isso no valor.

Também é necessário incluir seu lucro, que é diferente de seu salário, seu salário paga o seu trabalho, já o lucro é o que almeja sua empresa para que ela possa crescer, estime um lucro de 20% em cima deste serviço.

O modelo abaixo mostra o modelo padrão de cálculo de preços:

mas iremos adaptar as nossas reais necessidades, veja abaixo:

então nosso cálculo ficará da seguinte forma:

Baseado nestes cálculos:

1000 cartões de visita, supremo brilho, 4×0 cores com layout———> R$ 85,45.

Este seria o valor correto para você ? freelancer com escritório ? cobrar para um milheiro de cartões de visita com frente colorida (baseado em dados hipotéticos).

Vale lembrar que este valor é para efeito de cálculo, da mesma forma cada um tem sua realidade, diferença de estrutura e custos, tipo de mercado, concorrências, etc.

O objetivo aqui foi mostrar de forma resumida que existem muitas coisas para analisar antes de aplicar um preço de venda no produto, para não cobrar muito barato e ter prejuízo e também não cobrar muito caro e não ter competitividade.

 

Fonte: Blog Atual Card